Arte em casa: antes de escolher obras para compor seus ambientes, veja 7 orientações

Planejar ambientes com criatividade e bom gosto é uma tarefa que exige referências e, em grande parte dos casos, auxílio profissional. Você gostaria, mas ainda não encontrou uma forma de adicionar obras de arte em casa sem abalar sua sofisticação? É a hora de conferir nossas sugestões!

Desde os primórdios da humanidade, a comunicação em suas mais variadas formas de expressão, sempre trouxe consigo, sobretudo, beleza. Antes mesmo da compreensão sobre a linguagem falada, ainda na época pré-histórica, o ser humano tinha sede de atrelar significado aos seus desejos, pensamentos e cultura. Usava para isso a arte, através de pinturas complexas e esculturas entalhadas nos mais variados tipos de materiais.

Ao longo dos séculos, a história retratou a chegada de diversas escolas, cada uma delas com conceitos distintos e tão importantes para a evolução da civilização. 

Na contemporaneidade, as influências são muitas e as transformações não param. No entanto, as obras de arte com seus múltiplos estilos e interpretações, seguem com uma função substancial para a individualidade: enfatizar crenças e expor uma visão de mundo.

Em uma sociedade com regras de convivência, é claro que não é aceitável levar a criatividade para qualquer lugar. No entanto, entre as paredes do seu lar, você pode e deve abusar dela para elaborar ambientes que dialoguem com o seu lifestyle. 

Quer descobrir como tornar essa missão um hábito prazeroso? Então, acompanhe as sugestões a seguir.

1 – Ter uma obra de arte em casa também pode ser uma forma de investimento

De artistas desconhecidos até os mais aclamados, financeiramente falando, uma obra de arte pode ser sim um bom investimento. 

Porém, o maior prazer em adquirir estes itens está nas emoções que eles proporcionam. Neste sentido, a riqueza está no bem-estar que elas são capazes de gerar dentro dos cômodos.

2 – Promovendo destaque através da iluminação

Você não deseja adquirir uma obra de arte, para mantê-la escondida, certo!?

Em uma decoração de bom gosto e alto padrão, o trabalho com as luzes é fundamental e dá aquele toque diferenciado que os amantes da arte tanto valorizam.

Caso você tenha dificuldades em encontrar a estratégia ideal, converse com um profissional e estabeleçam juntos o melhor caminho para enaltecer estes itens que merecem ser admirados por todos que frequentarem o seu lar.

3 – Obra de arte não delimita-se às pinturas em quadros e às esculturas

Existem diversos objetos que podem ser elencados no rol artístico, e que merecem tal título. Eles vão de fotografias a um trabalho de graffite  que você decida adotar para suas paredes, ou aquele móvel com design que chama a atenção.

É claro que uma obra de arte famosa, especialmente se for uma original, é capaz de gerar entusiasmo. Porém, não subestime as produções locais ou os artistas anônimos. Suas criações também podem entregar muito requinte e conforto visual aos ambientes do seu lar.

4 – Não exagere nos complementos

Isto, na verdade, é apenas um conselho: menos é mais. Se for do seu perfil exagerar um pouco na dose quando chega na fase de escolher uma obra de arte para compor a sua decoração, não iremos julgar.

Contudo, a simetria, as informações na medida certa e o “fazer sentido” também são importantes para deixar os espaços aconchegantes e desejáveis.

5 – Uma bela moldura também é uma obra de arte em casa

Elas também fazem parte do encanto de uma obra de arte. Não há problemas em ter pinturas, por exemplo, com muitas cores. Mas, uma dica bacana sobre as molduras é combiná-las aos elementos da decoração, como demais acessórios ou, até mesmo, os móveis.

Lembre-se: decoração é sobre personalidade, mas também precisa de contexto para não tornar-se uma bagunça visual!

6 – O posicionamento e a conservação das obras de arte

Entenda que uma obra de arte pode ser frágil à ação do tempo. Algumas delas terão menor vida útil, se você deixá-las expostas ao sol, ao calor ou à umidade.

Se você está adquirindo a obra em uma galeria, por exemplo, questione o vendedor sobre como mantê-las limpas, utilizando produtos adequados e reservando a elas ambientes que não as prejudiquem em naturalidade e beleza.

7 – Antes da decoração, a localização

Quer um exemplo de um local que foi concebido para ser uma obra de arte a céu aberto? Então, conheça o Seven Residencial Boutique.

Além da construção, propriamente dita, ser uma inspiração para quem vê de fora – assim como ocorre em todos os empreendimentos projetados pela KDS Engenharia -, todo o seu interior é uma obra inspirada na natureza

O artista mineiro Juliano Aguiar é o responsável pelo magnífico resultado: um talento que, com seu olhar sensível e estilo barroco, traduziu as belezas naturais da região do Campeche, bairro da Capital catarinense, em óleos, colagens, esculturas e outras diversas técnicas artísticas presentes no Seven

Além de Aguiar, o artista plástico Rodrigo Rizo também foi convidado a dar vida ao empreendimento através da cultura do Graffiti, e o fotógrafo Lio Simas revelou em imagens com aspectos de força e simplicidade todo o fascínio que o Seven Residencial Boutique é capaz de proporcionar.

Para concluir, vamos responder uma dúvida frequente: afinal, o que é obra de arte?

Muitas pessoas perguntam-se o que, verdadeiramente, pode ser considerado uma obra de arte. Independentemente de estar em uma galeria ou museu, essa criação é livre e o significado para seu autor e seu público tem o poder de assim defini-la.

Você pode ser um amante da arte clássica, barroca ou modernista, o gosto é todo seu e é você quem decide. Portanto, a essência da obra de arte é refém, única e exclusivamente, das conexões que você cria com ela.

E o que é releitura de uma obra de arte?

Uma releitura é uma composição que tem por base uma referência em uma obra já existente. Porém, suas semelhanças não passam disso, pois seus conceitos são completamente ressignificados pelo artista que aplica seus sentimentos e experiências no momento da produção.

Investir em uma releitura não torna a inspiração menos valiosa. Na realidade, o mais importante de tudo é a relação que você estabelece com a obra de arte que está adquirindo.

Gostou do nosso conteúdo ou tem algo a dizer? Deixe sua opinião aqui nos comentários! Você também pode descobrir outros artigos como esse em nosso blog.

Compartilhe